Voltar a pŠgina Inicial

Ga√ļchos est√£o entre os maiores consumidores de flores do pa√≠s






O Rio Grande do Sul desponta como o segundo estado em consumo de flores no pa√≠s. No ano passado, o setor da floricultura ga√ļcha comercializou R$ 393,5 milh√Ķes, registrando um gasto m√©dio per capita anual de R$ 36,00, enquanto a m√©dia nacional foi de R$ 23,00. S√£o 1.519 produtores, que ocupam uma √°rea de 894 hectares em todo o Estado, e 1.645 pontos de venda.

A produ√ß√£o ga√ļcha atende a cerca de 50% da demanda do Estado, o que equivale a uma movimenta√ß√£o de cerca de R$ 49,5 milh√Ķes. Isso porque, do total comercializado na √°rea de paisagismo (plantas verdes, forra√ß√Ķes e gramas), 70% s√£o provenientes da produ√ß√£o do RS (R$ 31,5 milh√Ķes) e os outros 30% vem de fora. J√° no setor de flores (corte/vaso), 13% (R$ 4,8 milh√Ķes) s√£o produzidos no RS e os outros 87% s√£o oriundos de outros estados, principalmente, em raz√£o do clima. A produ√ß√£o de vasos e outros materiais responde por 60% da produ√ß√£o ga√ļcha (R$ 13,2 milh√Ķes) e 40% s√£o de fora.

Os dados foram apresentados pela Associa√ß√£o Rio-Grandense de Floricultura (Aflori), durante a instala√ß√£o da C√Ęmara Setorial da Cadeia Produtiva de Flores, nesta semana, na Secretaria de Estado da Agricultura, Pecu√°ria e Agroneg√≥cio (Seapa). Na oportunidade, foi criado um grupo de trabalho que vai realizar um diagn√≥stico mais aprofundado da cadeia produtiva, mapenado, entre outros pontos, os locais onde h√° produ√ß√£o e quais as esp√©cies plantadas e comercializadas.

Conforme a presidente da Aflori, Clarisse Simm, al√©m do levantamento, outra demanda √© por financiamentos e, para isso, s√£o necess√°rias maiores informa√ß√Ķes referentes a licenciamentos ambientais e outorgas de √°gua, principais exig√™ncias para os produtores conseguirem cr√©dito.

No pa√≠s, s√£o 7,6 mil produtores em cerca de 11,8 mil hectares, que geram cerca de 194 mil empregos diretos, sendo que 70% da produ√ß√£o s√£o realizadas a campo, 36% em estufas e 3% em telados. 

C√Ęmara Setorial 
A Ceasa/RS (Centrais de Abastecimento do Estado), por ser um centro importante de refer√™ncia na comercializa√ß√£o de flores, assim como a cooperativa de produtores, a Entreflores, localizada dentro do complexo, est√£o entre as entidades integrantes da C√Ęmara Setorial da Cadeia Produtiva de Flores, instalada no √ļltimo dia 30 de abril.

Conforme o secret√°rio da Agricultura, Pecu√°ria e Agroneg√≥cio, Luiz Fernando Mainardi, que coordenou o encontro, a c√Ęmara setorial tem a finalidade de reunir todos os segmentos, conhecer em profundidade cada um dos setores e criar as pol√≠ticas necess√°rias para o fortalecimento de cada uma delas.



    Av. Borges de Medeiros, 541, 5¬į andar - Centro - CEP-91020-023